FCPAméricas Blog

A Linguagem do Suborno na América Latina

Author: Guest Author

LanguageA versão original deste post foi escrita em Inglês. A tradução para o Português não foi feita ou revisada pelo autor. Este post teve a coautoria de Leah Moushey, advogada associada da Miller & Chevalier.

Para implementar um programa de FCPA compliance com eficácia na América Latina, é importante saber termos e frases utilizados localmente para descrever o que é o suborno. Isto ajuda as empresas a identificarem riscos de corrupção e responderem com estratégias de compliance apropriadas. As capacitações de compliance na região são mais eficientes quando os riscos de corrupção podem ser explicados com terminologia familiar. As auditorias de compliance e investigações internas podem usar a terminologia local para se referir ao suborno em buscas de documentos eletrônicos para identificar assuntos problemáticos.

Como parte da Pesquisa sobre Corrupção na América Latina de 2016, realizada pela Miller & Chevalier e por 13 escritórios de advocacia parceiros em toda a região, muitos dos 637 entrevistados de todas partes da região sugeriram termos comumente usados para se referir ao suborno nos países onde vivem e trabalham. Compilamos as respostas e organizamos uma lista de terminologias regionais e específicas para cada país:

País Termos y Frases para Se Referir ao Suborno
Terminologias Regionais (espanhol) (usado em 5+ países) arreglo, aceitado/aceitar, cohecho, coima/coimear, comisión, corrupción, corrupto, dádiva, dulce, mordida, propina, sobornar/soborno, tajada
Argentina ablandado/ablandar, adornado/adornar, arreglado, atención, curro, diego, diezmo, peaje, peinado/peinar, retorno, transar/tranzar, tranza
Bolívia abreviado, agilizar, arreglar, billetear, colaboración, dar celeridad, diezmo, muñequear, palanquear, procedimiento, reconocer a alguien
Brasil acarajé, acerto, agrado, ajuda, ajuda de custo, ajudinha, arrego, bacalhau, bala, balinha, bola, bomba, café, cafézinho, caixinha, cascalho, cerveja, cervejinha, charuto, colaboração, comissão, compensação, contribuição, dar um jeitinho, dar um jeito, desconto, desenrole, dinheiro do café, dízimo, doce, docinho, extra, facilitar, faz-me rir, forcinha, força, gorjeta, gratificação, graxa, gruja, jabá, jabuticaba, jeitinho, jeito, lambuja, leitinho das crianças, levar bola, levar por fora, mala, manga, maracutaia, mata-bicho, mesada, molhadura, molhar as mãos, necessidade, nota, outra forma, oxigênio, pagar bola, parceria, participação, payback, pedágio, pixuleco, por fora, presente, propina, taxa de urgência, taxa extra, troco, xixica, 10 purça
Chile arreglín, corruptela, coimero, cometa, chanchullo/chanchuyo, licitación o bases a la medida, mojar (a alguien)/mojado, negocio o acuerdo a puerta cerrada, pagar por abajo o por debajo, untar
Colômbia ají, hampón, serrucho, chanchullo, colaboración, corbata, CBY (como voy yo), como voy ahí, mascada, mermelada, miti-miti, peaje, rebusque, rosca, torcido, trampa
Costa Rica argolla, chanchuyo, chorizo, chulo, echar, ladrón, sucio
República Dominicana botella, borona, chantaje, cogioca, ladrón, macuteo, peajes, picada, robadera, robar, tumbe
Equador aletazo/aletaso, “ayúdeme a ayudarle”, arreglemos, billetear, chanchullos, chequesito/chequecito, choros, favorcito, “hay que cubrir costos”, ladrones, llevar/el lleve, mordidita/ él/ella muerde, “muéstreme un cariñito”, palanca, para las colas, partir el pastel, “ponerle aceite”, “por la plata baila el mono”, premio, repartir/el reparto, “si no pagas, no juegas”
El Salvador amaño, canchullo, compadre hablado, hueveio, ladrón, movida, rucu-rucu, tranza(s)
Guatemala business, caco, chantaje, debajo de agua, delincuentes con tacuche, extorsión, fafa, favores, hueveo, inmorales, ladrones, “les dan para sus aguas”, “les dan para sus dulces”, mañoso, moco, mosca, mordelón, negociación bajo la mesa, ratero, shuco, shuko, sinvergüenza, transero, trinquete
Honduras aporte, argolla, chanchuyo, impuesto de guerra, incentivo, moje, movida, pando, rucu-rucu, unte
México acelerar, atención, “ayúdeme a ayudarlo”, chocolates, cochupe, cochupo, “¿Cómo le hacemos?”, “¿Cómo te ayudo?”, conflicto de interés, contribución, dar una atención, dinero por debajo de la mesa, echar la mano, “écheme la mano”, embarrada/embarrar, engrasar, grasa, gratificación, “hoy por ti, mañana por mí”, michas, mi parte, mochada, mocharse, moche(s), negocios por debajo de la mesa, “no se raje”, pagos indebidos, pagos por debajo del agua, para sus chicles, para sus dulces, pa’ los chescos, ponerse guapo, póngase la del puebla, porcentaje, refresco, regalito, regalo, reparto, salto, sobreprecio, sucio, “traer agua a mi molino”, transar/transa, un tostón
Nicarágua chanchullo, chantaje, colaboración, comprar favores, negocio(s) turbio(s), pago por debajera, pagar mordida
Panamá bajarse del bus, donación, guiso, habla pues, moja, pásale algo, “¿Qué hay para mí?”, salpique, tumbe
Paraguai chanchullo(s), fato, negociado
Peru apoyo, cabeza, cariño, chocolate, colaboración, contribución, cutra, mermelada, parte, peaje, porción
Uruguai cometero, coimero
Venezuela algo pal´ café, algo pal´ fresco, chanchuyo, colaboración,”¿Cuánto hay pa´ eso?”, descuentos adicionales, de cuello blanco,enchufados, gastos extras, guiso, matraca, matraqueo, mejor amigo, me/le pasan algo, mitimiti, otros intermediarios, pana, peaje, pranes, rosca, sobreprecio, vacuna, vuelta

 

Os autores gostariam de agradecer aos seus colegas das seguintes empresas pela ajuda na preparação deste post: BLP Legal, Carey y Cía. Ltda., Estudio Beccar Varela, Ferrere Abogados, Hoet Pelaez Castillo & Duque Abogados, KLA – Koury Lopes Advogados, Orihuela Abogados, Paz Horowitz Abogados, PWC, QIL+4 Abogados, e Von Wobeser y Sierra,S.C.

As opiniões expressas nesse post são pessoais do(s) autor(es) e não necessariamente são as mesmas de quaisquer outras pessoas, incluindo entidades de que os autores são participantes, seus empregadores, outros colaboradores do blog, FCPAméricas e seus patrocinadores. As informações do blog FCPAméricas têm fins meramente informativos, sendo destinadas à discussão pública. Essas informações não têm a finalidade de proporcionar opinião legal para seus leitores e não criam uma relação cliente-advogado. O blog não tem a finalidade de descrever ou promover a qualidade de serviços jurídicos. FCPAméricas encoraja seus leitores a buscarem advogados qualificados a fim de consultarem sobre questões anticorrupção ou qualquer outra questão jurídica. FCPAméricas autoriza o link, post, distribuição ou referência a esse artigo para qualquer fim lícito, desde que seja dado crédito ao(s) autor(es) e FCPAméricas LLC.

© 2017 FCPAméricas, LLC

Post authored by Guest

Categories: Auditoria, Compliance Anticorrupção, FCPA, Português, Treinamentos

CommentsComments | Print This Post Print This Post |

Leave a Comment

Comments

Leave a Reply


FCPAmericas

Subscribe to our mailing list

* indicates required

View previous campaigns.

Close